Festival “reinventa a feira” e dá largada rumo a Fortaleza

Inscrições estão abertas para o maior festival estudantil


 

A Bienal da UNE, principal e maior festival estudantil da América Latina, chega à 10ª edição e vai celebrar os seus quase 20 anos de existência com uma verdadeira ocupação cultural da capital do Ceará, Fortaleza. As inscrições já estão abertas.

Entre os dias 29 de janeiro e 1ª de fevereiro de 2017, cerca de 10 mil estudantes vindos de todas as regiões do país vão se integrar ao povo cearense e fazer do Centro Dragão do Mar a referência da produção artística desenvolvida pela juventude brasileira.

A 10ª Bienal também dará início às festividades dos 80 anos da UNE, comemorados no dia 11 de agosto.

 

A BIENAL E A FEIRA DA REINVENÇÃO

Sempre na busca por investigar e celebrar o Brasil e a formação do seu povo, desta vez a 10ª Bienal da UNE traz para o debate o tema “Feira da Reinvenção”. Remontando à imagem e o conceito das feiras-livres na cultura popular, a Bienal propõe um espaço de troca de tendências e estéticas, reciclagens e reconexões, encontros inusitados e férteis entre os ingredientes que formam o país de norte a sul.

“Frente ao momento crítico da história política do país, na reprimenda aos sonhos de sua emancipação e superação de suas injustiças, no golpe e silenciamento dos que lutam face a suas opressões, a União Nacional dos Estudantes evoca a criatividade transformadora da cultura popular brasileira no maior festival estudantil da América Latina”, diz trecho do manifesto divulgado pelos estudantes.

Para a presidenta da UNE, Carina Vitral, a Bienal é um dos principais encontros organizados pelos estudantes e será uma enxurrada de esperança para renovar os sonhos dos jovens latino-americanos.

“Em meio a tantos ataques aos nossos direitos, vamos reagir exaltando a cultura do povo brasileiro e com coragem para conquistar o futuro que queremos. Um novo tempo onde a Educação no nosso país seja realmente tratada com a prioridade que merece e que possamos lutar por avanços e não apenas para barrar retrocessos”, destacou.

 

FORTALEZA E O DRAGÃO DO MAR

Os seis dias da Bienal apresentam um qualificado rol de convidados entre pensadores, artistas e ativistas. O encontro cumpre ainda uma extensa programação para todas as formas, cores, sons, jeitos e expressões da juventude.

Em Fortaleza, as atividades desta 10ª edição estarão concentradas na região da Praia de Iracema, no moderno complexo arquitetônico Dragão do Mar, ponto turístico da capital. Este centro de arte e cultura reúne teatro, cinema, galerias de arte, planetário, além de ser rodeado por uma exposição de grafite, bares e restaurantes.

A grande “Feira da Reinvenção” dos estudantes terá oficinas, debates, shows, instalações, intervenções, atividades esportivas, performances e as tradicionais mostras de trabalhos estudantis e também as mostras convidadas.

O cearense Ivo Braga, tesoureiro da UNE, já está focado em acelerar a organização do festival com objetivo de receber da melhor maneira possível gente de todos os cantos do Brasil

“Fortaleza é uma cidade de enorme resistência cultural e política e a Praia de Iracema é o nosso principal cartão postal. É onde ficava o antigo porto da capital, e hoje é a área criativa da cidade, um espaço de efervescência artística e de preservação da memória do povo cearense. A 10ª Bienal da UNE tem tudo a ver com este clima e vai desembarcar no Dragão do Mar com a vitalidade e irreverência dos jovens estudantes, uma mistura do velho e do novo que vai marcar a história da UNE e do Ceará”, destacou Ivo.

Faça sua inscrição aqui

Fonte: www.une.org.br